Juíza Criminal Vaneska Baruki faz vistoria técnica na Unidade Prisional de Caldas Novas

Caldas Novas / 409

Durante a vistoria, diversos aspectos foram analisados, abrangendo desde questões estruturais e procedimentais do presídio

A juíza titular da 1ª Vara Criminal da comarca de Caldas Novas e integrante do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (GMF-TJGO), Vaneska da Silva Baruki, conduziu visita técnica, nesta última sexta-feira (22/03), à unidade prisional de Caldas Novas. O objetivo foi verificar as principais necessidades dos detentos, bem como da administração da unidade, que atualmente abriga 356 detentos.

Durante a vistoria, diversos aspectos foram analisados, abrangendo desde questões estruturais e procedimentais do presídio. A estrutura física do prédio, condições das celas, espaço multidisciplinar, biblioteca, parlatórios, complexo de saúde e espaço lúdico. A inspeção também observou alimentação, atendimento de saúde, assistência jurídica, visitas sociais e assistência religiosa.

Atendimento à saúde

A unidade prisional possui um posto de atendimento de saúde equipado com consultório médico, serviços odontológicos, psicológicos e assistência social. Ainda, destacam-se como pontos positivos a organização do setor administrativo, parlatórios organizado e sistema de videomonitoramento.

Distribuição de água e ventilação

No que se refere ao fornecimento de energia elétrica, foi observado que as alas desfrutam de condições médias, as quais possuem exaustores de ar, para extração do excesso de umidade, mas, em tempos de calor, têm ocorrido efeito inverso, deixando as celas com temperaturas um pouco elevadas. Quanto ao abastecimento de água, foram notadas limitações, devido ao fornecimento contido, em determinados horários, pela concessionária da cidade de Caldas Novas.

Requisitos reconhecidos

Quanto à estrutura do presídio, a equipe observou que se trata de um prédio antigo, em que ocorreram melhorias escalonadas com recursos da Vara Criminal. Contudo, foi observada a necessidade de uma nova estrutura predial, com localização mais adequada e um ambiente maior para comportar a demanda.

Presenças

Também estiveram presentes na vistoria, os representantes da OAB de Caldas Novas, Renan  Onofre da Silva Oliveira e Camilla Ferreira Oliveira; o diretor do presídio de Caldas Novas, Thiago Santos Calu de Morais; o policial penal José Cordeiro Rolim; e os assessores do GMF-GO, Luis Augusto de Carvalho e Caio Augusto Rodrigues Pedroso.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Goiás
Foto: Reprodução/TJGO