Goiás sedia 8ª Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária

Economia / 325

Evento conta com apoio do Governo de Goiás, por meio da Agrodefesa – que é a anfitriã da conferência. Esta é a primeira vez que um estado da região Centro-Oeste sedia a Conferência 

A 8ª Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária (8ª CNDA) será aberta oficialmente nesta terça-feira (04/06), a partir das 10 horas, no Centro de Convenções de Goiânia.

Estão previstas as participações do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do presidente da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), José Ricardo Caixeta Ramos, de fiscais agropecuários estaduais e federais de todo o país, profissionais da defesa, estudantes, representantes de entidades ligadas ao agro e demais autoridades e convidados.

Até quinta-feira (06/06), mais de 100 palestras, discussões e debates técnico-científicos serão realizados em 18 eixos temáticos simultâneos de defesa agropecuária, além de cinco assuntos de interesse geral para participação de todos os congressistas.

Com o tema Conectividade na Agropecuária, o evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA) e conta com o apoio do Governo de Goiás, por meio da Agrodefesa – que é a anfitriã da Conferência. Nos três dias do evento, a expectativa é receber mais de 1,2 mil pessoas de todo o Brasil. É a primeira vez que um estado da região Centro-Oeste sedia a Conferência.

Presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta Ramos enfatiza a importância de trazer para Goiás as principais discussões relacionadas à defesa agropecuária no país.

“Em três dias, o estado estará no centro do debate da sanidade agrícola e pecuária do Brasil. Isso é importante, porque é por meio das ações desenvolvidas pelos profissionais que atuam na defesa agropecuária nos estados, juntamente com o trabalho do produtor rural e de agroindústrias, que asseguramos bons resultados em campo, prevenindo e combatendo pragas e doenças, por exemplo, e produção de alimentos seguros para abastecer a população” explica o presidente.

Para que a sociedade tenha um produto de qualidade para consumo, antes ele teve que passar pela atuação da defesa agropecuária”, reforça.

José Ricardo Caixeta acrescenta que o trabalho desenvolvido pela Agrodefesa será destaque nessa edição da Conferência.

“Vamos mostrar porque Goiás é referência na defesa agropecuária nacional. Desde que foi criada, em 2003, a Agência, por meio de seu quadro de servidores, desenvolve ações que impactam o cotidiano, seja do produtor rural ou de toda a sociedade”.

Segundo Caixeta Ramos além de garantir a procedência e a qualidade da comida que chega à mesa, a Agência protege produtores que levam a sério seu trabalho e cumprem com as exigências da lei, assim como traz retorno direto para a economia do nosso estado. “Isso fortalece nosso setor agropecuário, possibilitando a geração de emprego e renda em Goiás”, afirma.

TEMAS

Na 8ª CNDA está prevista a participação de mais de 80 palestrantes de renome nacional, que vão abordar temas como:

- agrotóxicos,
- aquicultura,
- bioinsumos,
- certificação,
- educação sanitária,
- ensino, pesquisa e extensão rural,
- exercício profissional,
- ferramentas inovadoras de defesa agropecuária,
- inspeção animal e vegetal,
- insumos veterinários,
- inteligência artificial,
- melhoramento genético,
- mercado internacional,
- mulheres no agro,
- rede laboratorial, s
- anidade e bem-estar animal,
- sanidade vegetal,
- segurança alimentar do planeta,
- sustentabilidade ambiental, entre outros.

A programação completa, com horários, temas e nomes dos palestrantes, está disponível no site: www.8cnda.com.br.

A presidente da Comissão Organizadora e gerente de Sanidade Vegetal da Agrodefesa, Daniela Rézio, explica que a programação foi pensada estrategicamente para contemplar uma diversidade de assuntos, alcançando, inclusive, novo público-alvo dessa edição da Conferência.

“Além de termos a presença de fiscais estaduais e federais da defesa agropecuária, pesquisadores, estudantes e profissionais do agro, o destaque desta 8ª edição é a participação pela primeira vez de produtores rurais, que são os maiores interessados em expandir o mercado do agronegócio, oferecendo alimentos seguros de modo sustentável. Por esse motivo, os temas serão abordados de forma que atendam a expectativa dos diferentes públicos-alvo do evento”, enfatiza.

Entre os assuntos que serão abordados por profissionais e servidores da Agrodefesa estão:

- plataformas digitais de defesa agropecuária,
- Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergências Veterinárias (e-Sisbravet),
- Sistema de Inteligência e Gestão Estadual de Agrotóxicos (Sigea),
- impactos da nova lei de agrotóxicos na fiscalização estadual,
- utilização de imagens de satélites como ferramenta de defesa agropecuária,
- Sistema de Defesa Agropecuária de Goiás (Sidago) e sua expansão como ferramenta de informatização nacional,
- metodologia da fiscalização de sementes em Goiás,
- informatização do controle de exames e vacinas como medidas de defesa sanitária no Programa Estadual de - Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal
- e atuação de estados no combate de ilícitos – experiência Goiás.

PROGRAMAÇÃO DE PALESTRAS DA AGRODEFESA NA 8ª CNDA

04 de junho (terça-feira)

14 horas – Experiência de Goiás com o Senecavirus – Giancarlo Costi, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Pedras de Paraúna

05 de junho (quarta-feira)

09h40 – Encontro Nacional sobre Sementes e Mudas, palestra: Impactos da nova lei de agrotóxicos na fiscalização estadual: Rodrigo Baiocchi Lousa, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Parque das Emas

11h20 – Plataformas digitais de defesa agropecuária: e-Sisbravet: Denise Toledo, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Auditório Lago Azul

14h40 – Sistema de Inteligência e Gestão Estadual de Agrotóxicos (Sigea): Rodrigo Baiocchi Lousa, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Serra Dourada/Águas Quentes

15h20 – Utilização de imagens satelitais como ferramenta de defesa agropecuária: Leonardo Barros Macedo, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Serra Dourada/Águas Quentes

06 de junho (quinta-feira)

14 horas – Sistema de Defesa Agropecuária de Goiás (Sidago) e sua expansão como ferramenta de informatização nacional: Fernando Borges Bosso, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Gruta Terra Ronca

10h20 – Encontro Nacional sobre Sementes e Mudas, palestra: Metodologia da fiscalização de sementes em Goiás: Márcio Antônio de Oliveira e Silva, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Parque das Emas

11h10 – Encontro Nacional Sobre Fiscalização de Agrotóxicos, palestra: Atuação de estados no combate de ilícitos – experiência Goiás: Pedro Paulo Rodovalho Rosa, Fiscal Estadual Agropecuário
Local: Sala Serra Dourada/Águas Quentes

09 horas – Informatização do controle de exames e vacinas como medidas de defesa sanitária no programa PECEBT em Goiás: Rafael Costa Vieira, gerente de Sanidade Animal
Local: Sala Pedras de Paraúna

8ª CNDA

A Conferência é realizada, a cada dois anos, pela Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), sediada em Salvador (BA).

Além da Agrodefesa, também são apoiadores da CNDA membros representativos do setor agropecuário como Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Superintendência Federal de Agricultura (SFA/GO) do Ministério de Agricultura e Pecuária (Mapa), Sistema OCB Goiás, Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-GO), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea Goiás), Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), entre outros.

FICHA TÉCNICA

8ª Conferência Nacional sobre Defesa Agropecuária (8ª CNDA)
Data: 04 a 06 de junho de 2024 (terça a quinta-feira)
Abertura: 04 de junho (às 10 horas)
Local: Centro de Convenções de Goiânia
Mais informações: www.8cnda.com.br

Fonte: Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) - Governo de Goiás
Arte: CNDA